segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Sinto nele mais do que paixão. Um carinho sem fim, uma esperança forte e de luz; uma sinceridade capaz de me arrastar sem eu perceber.
Os toques perfeitos, a energia envolvente de cada abraço, a luz dos olhos e da alma...
Ahh, acima de tudo, a alma...tantas descobertas a serem feitas, tanto sentimento e prazer e alegria a serem sentidos. Não, não se diz não ao incontestável...o amor é a maior razão que podemos ter. Se vive e sente, pronto. Se dança, canta, sorri e sorri com os olhos. Enquanto por essas janelas escorrem a luz dos novos dias e um brilho revive, o fogo volta forte e queima, como a quem esse é o mair dos prazeres, e deleita-se então.

As perguntas existem, mas penso no amor e companheirismo raros, penso no que tende a se tornar tão claro e limpo e lindo. E a única conclusão é para deixar acontecer, assim como está indo. Sem pressa, teremos um castelo, um reino, uma vida em duas. Tudo flui em seu curso natural.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...